Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

O My Cherry Lips nasceu da minha vontade de partilhar com os outros tudo o que eu gosto e que faz parte do meu dia a dia. Moda, Beleza, Lifestyle são os seus temas principais. Visitem!

Qua | 13.03.13

Estágios profissionais

 

Estou inscrita no centro de emprego desde Julho de 2011, se recebi quatro quartas a perguntarem-me se já encontrei emprego foi muito...

Na outra semana recebi uma carta para ir a uma formação sobre o impulso jovem e hoje lá fui eu. Éramos cerca de trinta jovens desempregados e cheios de sonhos, entrámos cheios de esperança e saímos de lá com a cara que tínhamos antes de receber esta carta, que no meu caso era de raiva.

 

Desde Maio 2009 (altura em que estava a acabar o curso) já enviei não centenas, mas milhares de currículos. Tive alguns trabalhos on and off, mas nada de fixo e esta medida é uma grande possibilidade de pelo menos trabalhar um ano. A questão é tenho 25 anos, faço 26 a 7 de Junho e esta medida só é válida até fazer os 26, apresentei esta proposta a algumas empresas e continuo à espera.

 

No meu caso as condições são atractivas

 

PASSAPORTE EMPREGO - 12 meses

  • Bolsa mensal de estágio:
    • 691,71€ para o estagiário com qualificação de nível 6, a 8 do QNQ**
  • Subsídio de alimentação
  • Seguro de acidentes de trabalho
  • Despesas de transporte, dos estagiários com deficiência e incapacidade

Para as entidades:

  • Comparticipação na bolsa de estágio:
    No caso de entidades com 10 ou menos trabalhadores
    • 100% do valor da bolsa para o 1.º estagiário
    • 80 % do valor da bolsa para o 2.º estagiário
    No caso de entidades com mais de 10 trabalhadores – 80 % do valor da bolsa
  • Comparticipação nas despesas, alimentação, e prémio de seguro
  • Comparticipação nas despesas de alimentação e prémio de seguro
  • Comparticipação ainda, de despesas de transporte, dos estagiários com deficiência e incapacidade

Condições

As entidades promotoras devem:

  • Encontrar-se regularmente constituídas e devidamente registadas
  • Preencher os requisitos legais exigidos para o exercício da actividade ou apresentar comprovativo de ter iniciado o processo aplicável
  • Ter a situação contributiva regularizada perante a administração fiscal e a segurança social
  • Não se encontrar em situação de incumprimento no que respeita a apoios financeiros concedidos pelo IEFP
  • Ter a situação regularizada em matéria de restituições no âmbito do financiamento do FSE
  • Dispor de contabilidade organizada, se exigível, nos termos da lei

O que as entidades têm de pagar: a segurança social (no meu caso cerca de 150 euros).

 

Mais informações aqui.

 

Com todos estes apoios, as empresas só têm a ganhar porque tal como eu existem imensos jovens com bastantes qualificações e que anseiam por uma oportunidade de mostrarem o que valem.

 

Se é uma empresa e está a ler isto, dê-me uma oportunidade, sou comunicativa, tenho ideias e gosto de trabalhar. O meu email é vidadedesempregada@sapo.pt

  

Para conhecerem outras dicas consultem este post.

Graziela