Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

Um blog sobre moda, beleza e lifestyle, onde partilho convosco tudo o que gosto e que faz parte do meu dia a dia.

Sex | 19.05.17

Ser Turista Na Minha Cidade - Parte 56: Casa-Museu Medeiros e Almeida

Casa_Mdeiros_Almeida-004993.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Confesso que já tinha saudades de escrever um post para o "Ser Turista Na Minha Cidade" e como há já algum tempo que andava com a Casa-Museu Medeiros e Almeida na minha lista de locais a visitar em Lisboa passei por lá e tirei umas fotos para vos mostrar o quão especial é este espaço.

 

Para quem não conhece, a Casa-Museu Medeiros e Almeida situa-se numa rua paralela à Avenida da Liberdade, em Lisboa, e começou por ser a residência de António Medeiros e Almeida e da sua esposa, Margarida Pinto Basto.

 

Como ávido colecionador que era, durante as suas viagens de negócios, Medeiros e Almeida foi adquirindo muitos objetos que mais tarde originaram a coleção exposta nesta casa. Um espólio que incorpora mobiliário, pintura, escultura, porcelanas, leques, entre outros, e que pode ser visto de segunda a sexta, das 13h às 17h30 e aos sábados das 10h às 13h.

 

Eu gostei particularmente da coleção de leques, dos relógios e da sala de jantar (tem uma baixela linda!). No entanto, acho que toda a casa merece uma visita. Caso queiram fazê-lo a entrada custa 5€, sendo que ao sábado de manhã é grátis. Ou seja, podem ir já amanhã!

Casa_Mdeiros_Almeida-004922.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004924.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004928.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004929.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004932.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004937.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004944.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004946.jpg

 

Casa_Mdeiros_Almeida-004954.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004955.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004957.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004958.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004961.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004965.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004966.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004967.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004972.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004980.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004983.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004985.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004989.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004990.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004991.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004994.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004995.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004998.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-004999.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-005000.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-005005.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-005009.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-005011.jpg

Casa_Mdeiros_Almeida-005016.jpg

Graziela
Qua | 17.05.17

DIY: Laço para o cabelo

5anosVDD-67.jpg

Fotos: Nara Wedding Photography e Graziela Costa

 

Quando era miúda a minha mãe colocava-me todos os dias um acessório no cabelo, umas vezes era um elástico, outras uma fita e pontualmente um gancho. A verdade é que tinha sempre alguma coisa para dar uma "corzinha" aos meus caracóis, algo que ficou para sempre e apesar de hoje em dia usar mais vezes o cabelo solto continuo a adorar usar ganchos, de preferência com laços. Tanto que, hoje mostro-vos o último gancho que fiz reaproveitando um laço de um presente de Natal.

 

Na véspera de Natal de 2015 fui ao El Corte Inglés comprar um presente para o meu namorado de então e quando a empregada da loja estava a fazer o embrulho colocou um laço de tecido tão giro que eu não resisti a pedir mais um para fazer um gancho. O problema foi arranjar o suporte, mas depois de um ano e tal à procura lá encontrei uma loja de chinês com estes ganchos e pus mãos à obra. O resultado foi um gancho que custou menos de 1,50€ e faz um vistaço! Ou seja, com uma simples fita ou até um laço de um presente vocês podem fazer um acessório único e mais barato que em muitas lojas.

 

Aqui fica os passos para fazerem este DIY:

Laco-004910.jpg

 1 - Arranjar uma fita bonita e fazer um laço ou arranjar um laço já feito.

Laco-1.jpg

2 - Coser o laço ao gancho com uma linha da cor do mesmo.

Laco-3.jpg

3 - Garantir que está bem preso e se for preciso colar com cola 3.

 

4 - Usar e abusar!

Graziela
Ter | 16.05.17

Moda: Festivais de verão

Roupa_Festivais_de_Verao.jpg

Calças de ganga | Casaco | Blusa

 

Já toda a gente sabe que eu AMO festivais de verão e este ano estou de olho no cartaz do Nos Primavera Sound, do Nos Alive, do Super Bock Super Rock e do Vodafone Paredes de Coura. No entanto, nem só de música vivem os festivais e a moda está cada vez mais presente, por isso decidi "criar" um look ideal para usarem num festival de verão urbano.

 

Um par de calças de ganga com apontamentos rock, um casaco de cabedal mais vistoso (porque à noite faz sempre mais frio) e uma blusa com estrelas (a fazer lembrar David Bowie) são as peças básicas. Depois é só "personalizar" com uma carteira divertida ou uma mochila para poderem levar tudo o que precisam para viver o festival em pleno.

 

Quanto a calçado a maioria das pessoas escolheria sapatilhas, mas eu gosto de usar botas porque são mais fáceis de limpar (as sapatilhas ficam sempre cheias de pó) e se chover não fico com os pés molhados.

 

No que toca a acessórios confesso que não costumo levar muita coisa, mas aconselho-vos a espreitarem o site da Rosegal, que foi onde eu escolhi as peças para compor este look. Tenho a certeza que vão adorar!

Mochilas.jpg

Carteira Máquina Fotográfica | Carteira Cerejas | Mochila Preta | Mochila Castanha

Botas.jpg

 Botas prateadas | Botas pretas | Botas castanhas

Graziela
Dom | 14.05.17

Saber Viver Open Mag

Open_Mag_Saber_Viver-2293.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Foi no passado fim de semana que a Lx Factory recebeu o primeiro Open Mag. Uma iniciativa organizada pela revista Saber Viver, onde a beleza, a moda, o desporto e o lifestyle foram reis.

 

Palestras, sessões fotográficas, workshops relacionados com nutrição e aulas de crossfit foram algumas das propostas deste evento que reuniu centenas de pessoas (principalmente mulheres) e marcas.

 

Acima de tudo, foram dois dias animados, que me permitiram reencontrar amigas, bloggers e conhecer novos produtos e marcas que até à data ainda não tinha experimentado. De entre os quais destaco as joias da Joana Mota Capitão, o novo lançamento da Vichy, o Mineral 89, um produto que ainda vai dar que falar, a possibilidade de personalizar o meu próprio champô no stand da Davines, a ação de maquilhagem da Clarins (a minha marca do coração), a photobooth da Catrice e claro, os cocktails com chá Tetley.

 

Para mimar todos os participantes à entrada recebemos também um goodie bag com produtos de beleza bem fixes, o meu por exemplo tinha um verniz Anny, um mini kit da Confort Zone, uma espuma de banho da Rituals e algumas amostras. Assim, em jeito de balanço posso dizer-vos que este Open Mag valeu mesmo a pena e espero que façam mais eventos assim!

Open_Mag_Saber_Viver-2273.jpg

 Os cocktails com chá Tetley. Nhami!

Open_Mag_Saber_Viver-2325.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2327.jpg

A redação da revista Saber Viver ao vivo no Open Mag

Open_Mag_Saber_Viver-2328.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2336.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2351.jpg

Que cheirinho bom!

Open_Mag_Saber_Viver-2353.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2356.jpg

Workshop de Cabelos

Open_Mag_Saber_Viver-2367.jpg

 Aula de Crossfit com a Reebok

Open_Mag_Saber_Viver-2278.jpg

Fiz o meu próprio champô na Davines

Open_Mag_Saber_Viver-2279.jpg

Diadermine com uma ação que a minha teria adorado

Open_Mag_Saber_Viver-2280.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2282.jpg

Reebok para perder a cabeça!

Open_Mag_Saber_Viver-2283.jpg

Novidades bem boas e das quais vos vou falar em breve

Open_Mag_Saber_Viver-2290.jpg

Finalmente um evento com a Clarins 

Open_Mag_Saber_Viver-2291.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2292.jpg

A minha querida Catrice

Open_Mag_Saber_Viver-2294.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2295.jpg

A Nivea lançou uma loção com cheiro a flor de cerejeira

Open_Mag_Saber_Viver-2320.jpg

 Com a Ana Isabel do Despertar

Open_Mag_Saber_Viver-2368.jpg

 As joias da Joana Mota Capitão

Open_Mag_Saber_Viver-2304.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2306.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2307.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2310.jpg

 Sho Colours (quero todas!)

Open_Mag_Saber_Viver-2302.jpg

A fantástica coleção da Guess

Open_Mag_Saber_Viver-2357.jpg

Com a Andreia do Andy Be Fashion

Open_Mag_Saber_Viver-2332.jpg

Open_Mag_Saber_Viver-2348.jpg

 A conhecer a Decléor

Open_Mag_Saber_Viver-2296.jpg

Kérastase

Open_Mag_Saber_Viver-2311.jpg

O projeto Click Alentejo

Open_Mag_Saber_Viver-2314.jpg

Organii

Open_Mag_Saber_Viver-2316.jpg

Confort Zone (uma marca que fiquei com vontade de conhecer)

Open_Mag_Saber_Viver-2317.jpg

Caudalie

Open_Mag_Saber_Viver-2318.jpg

Espero que façam mais Open Mag's!

Graziela
Sex | 12.05.17

Fui fazer um teste de intolerância alimentar

Icare-194538.jpg

Há já algum tempo que queria fazer um teste de intolerância alimentar com o intuito de tirar umas dúvidas. Aliás, até cheguei a procurar este tipo de teste em alguns em sites, mas nunca se proporcionou. Até que recentemente conheci a iCare, uma clínica médica e estética que dispõe deste serviço.

 

Li algumas referências na internet e redes sociais e lá fui eu cheia de expetativas e medos. Primeiro porque na internet "dizem" que quando fazemos este tipo de teste ficamos a saber que somos intolerantes a tudo e mais alguma coisa, e segundo porque tinha mesmo medo que me dissessem que sou intolerante a um dos meus alimentos favoritos.

 

Quando lá cheguei, fui recebida por uma das funcionárias que prontamente me mostrou as instalações da clínica (e que me deixaram super curiosa para lá voltar para experimentar os tratamentos que eles fazem) e depois fui atendida pela Dra. Paula Henriques, que começou por me explicar o que é e como funciona um teste de intolerância alimentar.

 

Ora, uma intolerância alimentar é uma reação adversa desencadeada por um determinado alimento ou ingrediente e pode ser devida à má digestão e/ou absorção de um alimento. Assim, ao ingerirmos algo a que somos intolerantes regularmente podemos vir a ter perturbações digestivas, dermatológicas, respiratórias, dificuldades em perder peso, retenção de líquidos, entre outros problemas.

 

Como eu estava sempre a sentir-me inchada, com dificuldades de digestão, entre outras situações achei que fazer um teste de intolerância alimentar seria uma boa forma de saber se realmente era ou não intolerante à lactose (as pessoas que não têm a enzima (lactase) que digere o açúcar do leite são intolerantes à lactose).

 

Na iCare os testes de intolerância alimentar são feitos através de bio ressonância, isto é somos expostos a um estímulo e posteriormente é avaliada a resposta não alérgica que o sistema imunológico desencadeia perante determinado alimento e no final, os resultados são nos apresentados através de um gráfico que mostra 250 alimentos/ingredientes aos quais podemos ser ou não intolerantes. Por exemplo, tal como eu  desconfiava sou intolerante à lactose, mas também a amoras, melancia, tamboril, cidra, entre outros. No entanto, também fiquei a saber que existem alimentos aos quais o meu corpo reage muito bem como é o caso da carne de vaca, da solha, do bacalhau fresco, dos espargos, do feijão verde, do repolho, dos flocos de aveia, do ananás, das nozes, entre outros. Ou seja, através destes resultados vou poder mudar a minha alimentação e futuramente sentir-me muito melhor. Agora, o mais dificil vai ser não comer aquilo que me faz mal.

 

Já agora, para quem também anda à procura de testes de intolerância alimentar, a iCare situa-se em Lisboa e um teste destes tem um valor de 75€.

Icare-194559.jpg

Icare-194744.jpg

Gabinete de estética

Icare-194800.jpg

Icare-194830.jpg

Icare-194909.jpg

 As instalações

Icare-8766.jpg

Icare-8764.jpg

O teste é feito através de bio ressonância

Icare-8769.jpg

 Os resultados

Graziela