Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My Cherry Lips

O My Cherry Lips nasceu da minha vontade de partilhar com os outros tudo o que eu gosto e que faz parte do meu dia a dia. Moda, Beleza, Lifestyle são os seus temas principais. Visitem!

Ter | 11.10.16

De visita à Adega Mayor

Campo_Maior_Originais-2-2.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Desde pequena que adoro a época das vindimas e apesar da vinha dos meus bisavós ser pequenina, o feitor conseguia sempre fazer alguns litros de vinho. Para os adultos era um consolo, no entanto, o que me dava mais gozo naquela altura era mesmo roubar uns cachos de uvas. Por isso, quando a Adega Mayor me convidou para ir conhecer os mistérios do vinho fiquei bastante curiosa. Primeiro, porque o edifício da Adega é uma obra arquitetónica única (o projeto é do arquiteto Álvaro Siza Vieira) e depois porque é incrível como em 10 anos este projeto já uma referência no mercado dos vinhos nacionais. Assim, com o objetivo de conhecer melhor este projeto, eu e mais algumas bloggers rumámos a Campo Maior para um fim de semana bem divertido. 

 

Na herdade o dia começa bem cedo e apesar da vindima em si já ter sido feita (este ano esteve muito calor e como a vindima é feita à mão teve de ser feita mais cedo), ainda conseguimos ver alguns cachos nas vinhas. Depois de vistos aqueles campos espetaculares fomos então para a adega e lá vimos o processo de separação das uvas (eles têm diversas castas na herdade), o local onde é feito o armazenamento do vinho, o laboratório onde são realizados os controlos de qualidade e no final ainda fizemos uma prova de vinhos onde pudemos provar os diversos produtos desenvolvidos pela Adega Mayor

 

Caiado, Monte Mayor, Solista, Reserva do Comendador e o Pai Chão foram algumas das gamas que provámos nesta prova, que nos levou a descobrir novos aromas através do cheiro e do paladar, algo que nunca tinha feito, mas que achei deveras interessante.

 

Mesmo ao pé da Adega Mayor encontra-se o Centro de Ciência do Café e nós também tivemos oportunidade de o visitar, mas dele falarei noutro post.

 

Para quem quiser visitar a Adega Mayor, pode fazê-lo de segunda a sábado através de marcação (para mais informações consultem este site).

Campo_Maior_Originais-2.jpg

As vinhasCampo_Maior_Originais-001192.jpg

Campo_Maior_Originais-000996.jpg

Campo_Maior_Originais-000999.jpg

Campo_Maior_Originais-001004.jpg

A separação da uvaCampo_Maior_Originais-001008.jpg

Campo_Maior_Originais-001010.jpg

Campo_Maior_Originais-001014.jpg

As pipasCampo_Maior_Originais-001018.jpg

As garrafas mais antigasCampo_Maior_Originais-001021.jpg

Campo_Maior_Originais-001041.jpg

Campo_Maior_Originais-001045.jpgOs primeiros produtos desenvolvidos pela Adega Mayor

Campo_Maior_Originais-001062.jpg

Campo_Maior_Originais-001065.jpg

O laboratórioCampo_Maior_Originais-001066.jpg

Campo_Maior_Originais-001071.jpg

As uvasCampo_Maior_Originais-001072.jpg

O mostoCampo_Maior_Originais-001082.jpg

Campo_Maior_Originais-001125.jpg

O terraço da Adega é fantástico para apanhar banhos de sol e a vista é incrívelCampo_Maior_Originais-001110.jpg

Campo_Maior_Originais-001102.jpg

Campo_Maior_Originais-001118.jpg

Campo_Maior_Originais-001142.jpg

A prova de vinhosCampo_Maior_Originais-001155.jpg

As tapasCampo_Maior_Originais-001162.jpg

Campo_Maior_Originais-001163.jpg

Campo_Maior_Originais-001168.jpgO produto final

Graziela

6 comentários

Comentar post