Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My Cherry Lips

Um blog sobre moda, beleza, comida e lifestyle, onde partilho convosco tudo o que gosto e que faz parte do meu dia a dia.

Qui | 28.07.22

Estou de volta!

O que se passou nos últimos meses

284602840_10166081339455648_9192186490365575695_n.jpg

Demorei meses a voltar, mas escrever no blog estava a ser algo doloroso e se algo não nos faz feliz então não devemos forçá-lo. Foram precisos meses de terapia para chegar a esta conclusão, mas lá cheguei! E o que é que se passou entretanto?

 

Ora, vocês sabem que eu não gosto muito de falar do meu trabalho fora do blog e das redes sociais, mas desde que ingressei no mercado de trabalho fui vítima de bullying em contexto laboral em todos os trabalhos por onde passei, aliás o bullying faz parte da minha vida desde o infantário e isso é algo muito grave. Já que, isso tornou-me na pessoa que sou. Muitos dos comportamentos abusivos sob os quais fui alvo fizeram de mim a pessoa que sou e em setembro de 2021 estava a chegar ao meu limite. Tinha medo de sair de casa para ir para o trabalho, não conseguia dormir, fazia todas as minhas tarefas diárias com um esforço sobre humano, duvidava das minhas capacidades, etc. Em suma: estava a sofrer.

 

Tentei aguentar o máximo possível, fui ao médico e até pedi ajuda psicológica. Infelizmente, o sistema nacional de saúde não está preparado a nível de psicólogos e tive de esperar meses até receber a ajuda de que tanto necessitava. Entretanto, a minha gravidez ia avançando e os meus sinais vitais estavam cada vez mais "loucos". Até que a minha médica de família me fez um ultimato: ou acalmava ou podia perder o meu bebé. É óbvio que ninguém quer ouvir isto, principalmente num momento que supostamente devemos estar felizes e sim se por um lado estava feliz, por outro lado estava a viver o pior momento da minha vida profissional.

 

Nesse dia, a médica passou-me uma baixa psicológica e mal saí do gabinete tive um ataque de pânico. Chorava e tremia porque sentia que estava a falhar, sentia que estava a desistir. Passado uns meses, já depois de muitas consultas com a psicóloga cheguei à conclusão que tomei a melhor decisão para mim e para minha filha, mas até chegar a esta conclusão foram muitas sessões.

 

Eventualmente, o meu contrato não foi renovado e vamos ser sinceros, uma empresa serve para dar lucro e se o trabalhador não está lá é óbvio que o seu lugar não vai lá estar à espera. Assim sendo, fiquei a cuidar de mim até ao final da gravidez. Fiz hidroginástica para grávidas, caminhadas, consultas de psicologia, um curso de pré parto, estive com amigos e tentei recuperar a minha auto confiança. Até entrei para um curso de projeto fotográfico, mas acabei por desistir e não tenho vergonha de o assumir, mas naquela altura a minha auto confiança estava tão em baixo que a possibilidade de ser avaliada negativamente por alguém era algo assustador. E foi também por essa razão que acabei por me afastar do blog e em parte das redes sociais. Se antigamente conseguia criar posts para o blog e para as redes sociais diariamente, naquela altura sentia que não sabia escrever, que não sabia fotografar, enfim que não sabia fazer nada.

 

E mesmo quando me forçava a fazer as coisas e as pessoas me elogiavam (a minha falta de confiança faz com que eu tenha mais necessidade de aprovação e eu sou consciente disso) eu sentia que não era suficiente. Afinal a minha maior crítica sou eu própria, sempre fui e sempre serei. O que é que mudou então?

 

Bem, dia 16 de abril de 2022 mudou tudo. Nasceu a minha filha, a Clara e com ela surgiram novos medos. Medo de a perder, medo de ser má mãe, medo de ela um dia passar por tudo o que eu passei. Se vou deixar que esses medos me vençam? Claro que não e foi por isso tirei os últimos meses para tratar de mim.

 

Hoje, terminei as minhas consultas com a minha psicóloga atual e quando olho para trás sinto muito orgulho do caminho que percorri. Não está tudo sarado dentro de mim, mas sinto que ganhei ferramentas para continuar a fazer a minha história. Por isso, hoje é um bom dia para voltar ao blog e aqui estou eu pronta para escrever sempre que conseguir e acima de tudo quiser.

Graziela

6 comentários

Comentar post