Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

Um blog sobre moda, beleza e lifestyle, onde partilho convosco tudo o que gosto e que faz parte do meu dia a dia.

Seg | 28.05.18

Look - Olá Primavera

Look_Primavera-009683.jpg

Fotos: Joana Rodrigues

 

Uma das coisas mais bonitas da fotografia é o facto poder de captar momentos que nos enchem o coração e de conseguir subir a nossa auto confiança quando estamos mais em baixo. 

 

No meu caso, adoro fotografar pessoas e mostrar-lhes como são bonitas sem grandes produções... apenas graças à sua beleza natural. No entanto, acho que nos últimos tempos quem andava a precisar disso era mesmo eu e no sábado a Joana fez isso por mim, e ainda que esteja maquilhada ver-me nestas fotografias fez-me sentir bonita, fez-me sentir bem. Por isso, nada melhor que partilhá-las com vocês.

 

Em relação ao look é um look casual/romântico, que costumo levar para o trabalho nestes dias de meia estação.

 

PS: Depois hei-de partilhar convosco as fotografias da sessão fotográfica que fiz à Joana e se quiserem marcar uma sessão comigo basta enviarem um e-mail para graziela.pintocosta@gmail.com

 

Look_Primavera-009690.jpg

Óculos: Moss (via Optivisão)

Make Up: Make Up Factory (coleção Maria João Bastos SS18) e Batom Avon Epic Mark

 

Look_Primavera-009660.jpg

Cesta: Mercado (Marrocos)

Blusão: Zara

Look_Primavera-009681.jpg

Vestido: S.Oliver (via Spartoo)

Look_Primavera-009692.jpg

Cinto: Nae Vegan Shoes

Look_Primavera-009700.jpg

Look_Primavera-009703.jpg

Look_Primavera-009714.jpg

Look_Primavera-009726.jpg

Anel e Brincos: C&A

Look_Primavera-009732.jpg

Look_Primavera-009735.jpg

Look_Primavera-009738.jpg 

Graziela
Qua | 23.05.18

DIY - T-Shirt Personalizada

 

UHU_DIY_Tshirt-4535.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Desde miúda que adoro material escolar e mesmo antes entrar para a escola já tinha uma predileção por canetas, colas, tesouras e afins. Em parte porque durante quase toda a minha vida os meus pais tiveram uma papelaria, mas também pelo facto de adorar coisas com cores fortes (a verdade é que este tipo de produtos têm sempre cores chamativas). 

 

Há uns meses a UHU desafiou-me a regressar às minhas memórias da infância e aos trabalhos manuais que fazia, mas também a experimentar os seus novos produtos (sim, porque eu só usava aquele tubo básico em stick e eles têm coisas, como por exemplo, fita cola, que usei no Natal para fazer embrulhos criativos e até desentupidores que outro dia salvaram a minha cozinha de uma inundação) então lembrei-me de fazer um pequeno DIY aqui para o "My Cherry Lips": uma t-shirt personalizada. Até porque já há algum tempo que queria uma t-shirt com uma palmeira, mas não encontrava nehuma que fosse suficientemente discreta.

 

Arranjei então uma t-shirt lisa, um patch bem catita (já agora, também ando à procura de um com cerejas, mas sem lantejoula, por isso se virem algum, por favor avisem-me) e uma bisnaga de UHU Têxtil (uma cola para fazer bainhas, reparar buracos e rasgões em roupa e material de estofos, para aplicar ornamentos de feltro, rematar passadeiras, tapetes e carpetes e ligar materiais têxteis a madeira, contraplacado, aglomerado, hardboard e até softboard).

 

Passemos então ao DIY:

 

1- Arranjem uma t-shirt e um patch;

2 - Vistam a t-shirt e com a ajuda de um lápis de costura ou alfinete marquem o sítio onde querem colar o patch;

3 - Sob um mesa e com um papel velho por baixo coloquem a t-shirt e apliquem a cola no patch;

4 - Entre a parte da frente e de trás da t-shirt coloquem um pedaço de cartão e apliquem o patch;

5 - Deixem secar durante cerca de 30 minutos (se tiverem resíduos de cola limpem logo com água);

6 - Passem a t-shirt a ferro numa temperatura apropriada ao material da mesma (isto vai fazer com o patch resista melhor às lavagens).

7 - Et voilá estão prontos para usar a vossa nova t-shirt. 

UHU_DIY_Tshirt-4489.jpg

Os materiais utilizados

UHU_DIY_Tshirt-4492.jpg

Graziela
Ter | 22.05.18

SushiCorner - Mercado de Algés

Sushi_Corner-3935.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Já não é a primeira nem a segunda pessoa que me dizem que o paladar treina-se e há pelo menos dois anos que ando a tentar fazer isso provando comida de várias culturas. Com isto quero dizer que, finalmente decidi dar uma oportunidade ao sushi. Sim, porque para quem me conhece sabe que eu odeio salmão e a verdade é que a maioria das peças de sushi que vemos por aí levam este peixe e se não tivermos ninguém a aconselhar-nos acabamos por nem tentar.

 

Com a abertura do SushiCorner, no Mercado de Algés decidi então ir com uma amiga experimentar as suas iguarias asiáticas e não é que até saí de lá surpreendida.

 

Começámos a nossa refeição com uns Ebi Furai (camarão com tempura em molho agridoce super estaladiço), depois experimentámos as Gyosas, uma espécie de raviollis grelhados com carne e legumes picantes (que eu repetia na boa) e para o fim das entradas: Shiro Ussuzukuri, um carpaccio de Corvina com laranja, azeite, coentros e flor de sal. Uma combinação fresca e leve, perfeita para passar para o prato principal.

 

Nos pratos principais escolhemos três diferentes: um prato quente, o Tori Low Carb (massa de courgette com frango, espargos verdes, rebentos de soja, cogumelos shitake, cenoura cebolinho e molho tonkatsu), basicamente zoodles, um prato que eu nunca tinha provado, mas que fiquei a adorar. Depois dois pratos frios: o Poke SushiCorner, com cubos de atum, Corvina e salmão (estes eu tirei para o lado para provar, mas amiga misturou tudo e adorou), inari, abacate, laranja e manga sobre arroz de sushi. Um essencial para amantes de "peixe cru". Por último, Ebi Satori: um burrito de sushi com alface, tártaro de camarão, milho, flakes de tempura, relish de cebola roxa (este ingrediente eu tirava, pois deixa o burrito muito doce), tobiko vermelho e maiowasabi. Uma invenção interessante acompanhada com umas chips de batata doce bem estaladiças.

 

Em suma: gostei do staff do SushiCorner, dos pratos, as doses estavam bem servidas, só tenho pena  que este restaurante não venda bebidas porque obrigando-nos a ir a outros espaços quando poderíamos fazer logo tudo de seguida.

Sushi_Corner-3868.jpg

Sushi_Corner-3879.jpg

Ebi Furai

Sushi_Corner-3887.jpg

Gyosas

Sushi_Corner-3894.jpg

Shiro Ussuzukuri

Sushi_Corner-3902.jpg

Sushi_Corner-3906.jpg

Poke SushiCorner

Sushi_Corner-3912.jpg

Sushi_Corner-3918.jpg

Tori Low Carb

Sushi_Corner-3924.jpg

 Ebi Satori

SushiCorner Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Graziela
Sex | 18.05.18

10 artistas a não perder no Nos Primavera Sound 2018

nps18cartaz_01.jpg

Falta menos de um mês para o Nos Primavera Sound e à semelhança dos anos anteriores não podia deixar de partilhar convosco os 10 artistas a não perder nesta edição.

 

Pop, Rock, Indie, Eletrónica, Metal e Hip Hop são apenas alguns dos géneros musicais representados neste festival de verão que começa dia 6 de junho de 2018, na praça dos Aliados (Porto), com uma atuação grátis do Dj britânico Fatboy Slim.

 

Eu vou andar por lá a fotografar para o Festivais de Verão (digam-me um olá se me virem) e aproveito para vos deixar algumas dicas:

- Levem botas (a erva fica tão húmida que as sapatilhas de pano ficam sempre molhadas), um casaco quente e um lenço porque à noite fica frio no Parque da Cidade;

- Instalem uma app como a Uber (Download: Android ou IOS | Código de 5€: ubergrazielac1) ou o Mytaxi (Download: Android ou IOS | Código de 10€: graziela.cos) caso queiram ficar até tarde no festival;

- Procurem um alojamento que vos permita descansar à séria, por exemplo os Stay Hotels têm preços bastante interessantes e são bastante cómodos (vejam a minha review aqui);

- Não levem comida e bebida para o festival porque não entram;

- Arranjem um bom power bank e não se esqueçam de tampões para os ouvidos caso queiram ver os concertos junto ao pit.

 

Agora, as minhas escolhas musicais. :)

 

Vejo-vos no Nos Primavera Sound para comemorarmos o meu aniversário dia 7 de junho?

 Nick Cave and The Bad Seeds

 

 Father John Misty

 

 Grizzly Bear

 

Unknown Mortal Orchestra

 

The War On Drugs

 

 Fever Ray

 

Lorde (cuja a review do último disco podem ver aqui)

 

 Kelela

 

 Jamie XX

 

 Four Tet

Graziela
Qui | 17.05.18

Cinema de hoje - Guernsey - A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata

the-guernsey-literary-and-potato-peel-pie-society.

 

Quinta-feira... já quase sinto o "cheiro" a fim de semana, por isso aproveito para escrever sobre um filme que vocês têm mesmo de ir ver ao cinema.

 

Inspirado, no livro com o mesmo nome, "Guernsey - A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata" conta a história de Julie Ashton, uma jovem escritora que um dia recebe uma carta que irá mudar a sua vida.

 

Carta essa que lhe dá conta da existência da Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata, um clube de leitura criado na ilha de Guernsey, localizada junto ao Canal da Mancha, durante o período de ocupação nazi. Cheia de vontade de encontrar o tema para o seu próximo livro, Julie parte então para a ilha e lá vai descobrir muito mais do que uma sociedade literária.

 

Histórias mal contadas, amizades que duram uma vida e muitos risos e um toque de romance são os ingredientes desta história que para além de uma mensagem de união passa também uma mensagem de emancipação feminina.

 

Em suma: um bom filme para se entreterem no próximo fim de semana com as vossas amigas e família.

 

Por último, deixo-vos o  trailler do filme para terem uma ideia do que podem esperar.

 

Graziela

Pág. 1/3