Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

O My Cherry Lips nasceu da minha vontade de partilhar com os outros tudo o que eu gosto e que faz parte do meu dia a dia. Moda, Beleza, Lifestyle são os seus temas principais. Visitem!

Ter | 31.10.17

Feliz Halloween

Halloween_Lidl_Instagram-4729.jpg

 Fotos: Graziela Costa

 

Existe muita gente que ainda acredita que o Halloween é coisa de americanos, mas eu adoro comemorar esta festa. Aliás, faço-o desde o 5º ano, altura em que a nossa professora de Inglês numa tentativa de nos ensinar o idioma de uma forma mais divertida nos incentivou a comemorar as diferentes festas tradicionais.

 

Lembro-me também que na altura nem se viam coisas de Halloween (na minha terra obviamente) à venda e por esse motivo eu e as minhas amigas fizemos os nossos próprios sacos de trick or treat (pintei um tote bag do Jornal de Notícias com canetas de feltro e ainda hoje o tenho) e fomos de casa em casa pedir doces (as pessoas nem percebiam o que era, pensavam que estávamos a pedir as Janeiras em outubro). Felizmente hoje em dia já existe toda uma gama de produtos temáticos para fazermos as nossas comemorações, e para responder ao desafio que o Lidl nos fez (podem ver o vídeo aqui), eu, a Júlia (cadela) e a minha mãe fizemos uma pequena festa em casa.

 

Gomas, bolachinhas, pipocas, máscaras, velas, autocolantes foram algumas das coisas que o Lidl nos enviou para fazermos a nossa festas e ainda usámos uns guardanapos temáticos que a Renova nos tinha enviado no ano passado.

 

Agora mostro-vos o resultado final e espero que também vocês tenham um dia aterrador! 

Halloween_Lidl-1633.jpg

A Júlia pensativa pelo o facto de não poder comer doces

Halloween_Lidl-1619.jpgHalloween_Lidl_Instagram-4724.jpg

As nossas máscaras

Halloween_Lidl-1620.jpg

Halloween_Lidl-1641.jpg

Doces!

Halloween_Lidl-1636.jpg

A abobrinha mais fofa

Halloween_Lidl-1642.jpg

Halloween_Lidl-1644.jpg

Scary

Halloween_Lidl-1648.jpg

Sugestão para uma sessão de cinema de terror

Halloween_Lidl-1653.jpg

Autocolantes assustadores

Halloween_Lidl_Instagram-4719.jpg

No final da festa Júlia estava bem aterrorizada

Halloween_Lidl_Instagram-4737.jpg

 Feliz Halloween!

Graziela
Seg | 30.10.17

Um creme assustadoramente bom

The_Body_Shop_Pumpkin_Vanilla-4730.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Preparem-se porque a noite mais assustadora do ano está a chegar! Abóboras, fantasmas, caveiras, bruxas e muitos arrepios vão encher as nossas casas de medo...

 

Como fã do Halloween não podia deixar de comemorar esta data e por isso decidi fazer uma produção bem especial (não se esqueçam de ver o blog amanhã), mas antes escrevo-vos sobre um produto assustadoramente bom: a nova body butter Vanilla Pumpkin, da The Body Shop

 

Uma manteiga corporal que à partida tem uma combinação de ingredientes inusitada (lembra-me bolos), mas que depois até nos surpreende. Aliás, confesso que quando fui à loja e cheirei este produto adorei, mas depois ao experimentar no braço, o cheiro mudou e ficou menos intenso, o que me deixou de "pé atrás". No entanto, quando recebi o produto para testar e espalhei pelo corpo todo percebi que era mesmo melhor o cheiro não ficar tão intenso senão ficava a parecer uma "abóbora doce com pernas". O que até tinha alguma piada, mas agora a sério: meninas que gostam de cremes com aromas doces (exemplo: côco, caramelo e chocolate) vão adorar esta body butter, até porque a pele fica mesmo macia e hidratada.

 

Assim, se querem entrar no espírito do Halloween, mas sem se encherem de calorias (mentira eu não resisto a gomas) sugiro este creme. Vão ver que é uma beleza! Eheheheh 

The_Body_Shop_Pumpkin_Vanilla-4733.jpg

Graziela
Sex | 27.10.17

Receitas rápidas - Queijo quark com frutos secos

Queijo_Quark_Santiago-7902.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Rico em proteína, em cálcio e com baixo teor de gordura e hidratos de carbono, o queijo quark é um dos produtos favoritos dos amantes de desporto.

 

Eu acabei por experimentá-lo para ficar a saber qual o sabor desta iguaria de que todos falavam e gostei. É certo que não é algo que possa comer todos os dias por causa da lactose, mas com mel e frutos secos é um ótimo pequeno almoço ou mesmo um snack pós treino. Assim sendo, deixo-vos uma receita para experimentarem com queijo quark.

 

Ingredientes

(para 2 pessoas)

1 embalagem de queijo quark (usei Queijos Santiago)

2 mãos cheias de frutos secos (nozes, avelãs e amêndoas)

Arandos a gosto (usei Myprotein)

Flocos de aveia

Mel (opcional)

 

Preparação

1 - Com a ajuda de uma colher bata o queijo quark até ficar com uma textura cremosa.

2 - Coloque uma camada de queijo quark no fundo de uma taça.

3 - Depois uma camada de flocos de aveia e outra de queijo quark por cima.

4 - Decore com frutos secos, arandos e se quiser um fio de mel.

 

Nota: Deve ser consumido na hora para o queijo não deslaçar. 

 

Queijo_Quark_Santiago-7887.jpg

Graziela
Qui | 26.10.17

Tenho 30 anos e voltei a viver com a minha mãe

19264484_1503343123050709_3263148176861762740_o.jp

Tenho 30 anos e voltei a viver com a minha mãe... Bem, não voltei a ir viver para casa dela, se é isso que estão a pensar, mas até meados de dezembro ela vai ficar a viver comigo (veio para Lisboa fazer um curso de informática) e posso dizer-vos que tem sido uma autêntica aventura. Sim, porque eu vivo fora da casa dos meus mais desde os 17 anos, altura que fui para Coimbra repetir o 12º ano (chumbei a matemática e química) e já não estou habituada às suas rotinas.

 

Aliás, quando em setembro deste ano a minha mãe se mudou para minha casa, combinámos que ela ficaria responsável pela "lida da casa", pela Júlia (cadela) e eu pelas despesas. No entanto, dar carta verde à nossa mãe para mexer nas nossas coisas, é meio caminho andado para "enlouquecermos". No meu caso, "aparentemente" sou desorganizada, mas a verdade é que sei sempre onde estão as minhas coisas. No entanto, quando ela as "arruma" é para esquecer...

 

Depois existe o problema das refeições, isto é ,há uns meses atrás decidi cortar nos hidratos de carbono, mas como não conseguia fazê-lo a "bem", decidi ser radical e por essa razão são raras as vezes que compro massa, arroz ou pão. Com a minha mãe cá, é impossível, porque ela acha que o meu metabolismo é igual ao dela. O problema é que eu passo o dia todo sentada e mal faço a digestão, ou seja o meu metabolismo é lento, tão lento que às vezes penso que ele "morreu"... Conclusão, já estou com o peso que tinha quando entrei para o Fitness Hut (pânico) e não consigo explicar-lhe que tendo as coisas ali à mão é difícil resistir à gula.

 

Outra coisa que passa a ser o drama e o horror é estar no computador até tarde (eu faço a gestão do blog depois do trabalho) e a partir das 22h a frase que mais ouço é: "Graziela vê lá se vais dormir, olha que amanhã tens de ir trabalhar." Sim, eu sei que é preocupação de mãe, mas eu sempre fiz isso e acho que já nem consigo adormecer antes da uma da manhã.

 

Sair à noite também passou a ser complicado, porque não posso chegar a casa a meio da noite sem que ela acorde ou que entretanto me mande um sms a dizer "a que horas chegas?". Sem falar na parte do beber porque obviamente não vou chegar a casa um pouco "mais alegre". Eheheh

 

Bem, na verdade poderia estar aqui a enumerar uma lista de situações que passam a ser incómodas quando somos adultos e voltamos a viver com os pais. No entanto, posso dizer-vos que têm existido muitas coisas boas nesta aventura, por exemplo: deixei de me sentir sozinha porque a minha mãe está sempre lá, a Júlia passou a passear muito mais vezes e está super feliz (o facto dela lhe dar goludices ainda ajuda mais), a minha mãe vem comigo aos eventos, ao cinema, faz uma sopa fantástica, ouve os meus desabafos quando chego do trabalho depois de um dia daqueles e até dá ideias para o blog, mas acima de tudo alinha em todos os meus desafios, por isso acho que não posso dizer que estou só a viver com a minha mãe também posso dizer que estou a viver com a minha melhor amiga.

 

O que é bom porque desde que o meu pai faleceu esta é a primeira vez que a vejo realmente feliz. Feliz por estar comigo e por estar a lutar por um novo futuro. :)

 

Em suma: viver com os pais pode ser complicado, mas no fim do dia até pode ser uma experiência bem interessante.

 

Já passaram por isso?

Graziela
Qua | 25.10.17

Cozinha Peruana em Lisboa - Segundo Muelle

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7904.jp

Fotos: Graziela Costa

 

Sabem aqueles restaurantes pelos quais vocês passam e querem entrar, mas parece que nunca é o dia. Bem, com o Segundo Muelle aconteceu-me isso... Passei por lá algumas vezes, mas normalmente estava cheio e como as noites já começam a ser frias e eu não gosto de ficar em esplanadas quando há pombos por perto acabei por adiar a minha visita . Recentemente, aproveitei a minha ida ao Portugal Fashion (esta semana publico a reportagem) para lá ir almoçar e hoje partilho convosco a minha experiência. 

 

Antes de mais devo dizer-vos que já experimentei "cozinhas" de vários países, no entanto, nunca tinha provado cozinha peruana, por isso nem tinha bem a noção de como era, mas ao ler sobre o tema fiquei a saber que esta cozinha está cheia de influências de outras gastronomias, nomeadamente de Espanha, África, China, Japão e Itália. Aliás, o Segundo Muelle nasceu no Peru e só depois abriu no Equador, Panamá, Espanha, Costa Rica e mais recentemente, em Portugal (no Cais do Sodré, Lisboa).

 

Com uma decoração bem moderna, a sua cozinha é composta por pratos que apresentam influências Chifa (fusão da cozinha chinesa com peruana), Nikei (fusão da gastronomia japonesa com peruana), Mediterrânicas (influencia espanhola e italiana) e Crioulas (influencia africana). Sendo que, eu e a minha mãe tivemos a oportunidade de conhecer alguns pratos que representam bem o que é este restaurante.

 

Começámos a nossa refeição com um couvert composto por chifles (chips de banana pão fritas, temperadas com sal e super estaladiças), molho de ají amarillo (que é feito com malagueta amarela, pimento amarelo, sumo de lima e decorado com cebola china), cancha (milho peruano frito temperado com sal) e um pãozinho quentinho de zapallo loche (abóbora peruana) e quinoa com manteiga aromatizada com salicórnia, togarashi e alho. Iguarias com as quais é preciso ter cuidado se não não vão ter apetite para o que vem a seguir.

 

Seguiu-se uma degustação de três cebiches sendo que, um era de polvo, um frito, com vários tipos de moluscos e mariscos, e um de atum, pratos frescos que mesmo não sendo dos meus favoritos me deixaram com vontade de conhecer mais do género.

 

Como prato principal eu escolhi Linguini a la Huancaína com Lomo, isto é naco de lombo com camarão grelhado e linguini envolto em molho Huancaína (um molho à base de leite, queijo e bolacha cracker). Um prato com influência italiana que estava super saboroso e que dada a dose que me foi servida era impossível de terminar (o que até é bom porque não há perigo de ficarem com fome). Já a minha mãe escolheu Risotto de quinua a la marinera, um prato que chama logo à atenção pela sua cor, cheiro e decoração. De notar que, a quinoa estava no ponto e a variedade de mariscos era bastante boa.  Só é pena que quando juntos estes pratos se tornem um pouco enjoativos (os molhos são parecidos), por isso se lá forem optem por pratos bastante diferentes.

 

Para o fim, as sobremesas: tarte de lima, super fresca e com base de bolacha digestiva de chocolate (não se preocupem que não é nada enjoativa) e suspiro a la limeña (doce de leite coberto com merengue italiano perfumado com canela), um doce bem "potente" que viciados em doce de leite como eu iram adorar!

 

No final, saímos de lá a "rebolar" (eu até tive de pedir um carioca de lima, sim porque eles não usam limão) e com vontade de voltar até porque os cocktails deles eram ótimos (sugiro-vos o tradicional Pisco Sour e o Maracuya Sour)! 

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7914.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7915.jp

Decoração moderna

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7905.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7906.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7908.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7916.jp

Couvert

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7922.jp

Pisco Sour e o Maracuya Sour

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7927.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7938.jp

Degustação de cebiches

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7941.jp

Linguini a la Huancaína com Lomo

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7949.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7957.jp

Risotto de quinua a la marinera

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7969.jp

Tarte de lima

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7975.jp

Suspiro a la limeña

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7976.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7980.jp

Segundo_Muelle_Lisboa_Portugal_Restaurante-7981.jp

 

Graziela
Seg | 23.10.17

Passatempo My Cherry Lips - Avon Alpha

passatempo_my_cherry_lips_perfume_avon_alpha.jpg

Sabem aqueles perfumes que nós conhecemos por acaso, mas que nos apaixonam mal os sentimos? Bem, comigo e com o Avon Alpha aconteceu isso e curiosamente conheci-o da mesma forma que uma de vocês o vai conhecer, através de um passatempo. Sim, porque eu também concorro a passatempos e como na altura do dia da mãe ganhei um perfume igual a este e adorei, decidi falar com a Avon para ver se também poderia fazer um sorteio para oferecer uma fragrância destas a uma das leitoras do My Cherry Lips.

 

A marca aceitou o meu desafio e assim uma de vocês vai poder ganhar um Avon Alpha, um perfume floral bem feminino que eu tenho a certeza que vocês vão adorar. Para isso só têm de preencher o formulário abaixo (atenção, pois existem entradas obrigatórias) até dia 5 de novembro de 2017 à meia noite.

 

Nota: Este passatempo só é válido para residentes em Portugal.

 

PS: Já agora, parabéns à Avon que há 35 anos traz para Portugal o melhor do mundo da beleza!

 

 

a Rafflecopter giveaway

Graziela
Sex | 20.10.17

Pequeno almoço de fim de semana

 

Pequeno_almoco-7690.jpg

Fotos: Graziela Costa

Depois de uma semana bem cansativa nada melhor do que um bom pequeno almoço para recuperar energias. Assim, fiz uma pequena "produção" para vos mostrar as últimas novidades no que toca à área de alimentação.

 

Como há uns meses fiz um teste de intolerância alimentar e descobri que sou intolerante a uma série de alimentos decidi mudar algumas coisas na minha alimentação. Por exemplo, reduzi o consumo de produtos com lactose (ainda que me perca por um bom grego ou um skyr) e com fermento de padeiro (que é muito muito difícil porque quando vais a uma pastelaria ou um restaurante não sabes o que usam para fazer o pão e os bolos) e passei a consumir mais aveia, sementes, etc. Ainda assim, não há nada como um belo brioche para começar o dia e os novos Manhãzitos Sunrise são uma boa opção, pois são saborosos e posso comê-los com queijo como o novo amanteigado da Limiano (se vierem as embalagens todos os queijos da Limiano são sem lactose) ou com manteiga sem lactose como a nova da Primor, um produto que nos permite voltar a saborear  as vossas torradas sem preocupações.

 

Para acompanhar uma boa caneca de leite Matinal, que graças a uma nova fórmula está mais leve, isto é tem menos lactose (2,5gr por 100 ml) e menos gordura e no final um Delta Q canela bem quentinho.

 

Agora que, já conhecem as últimas novidades na área da alimentação cá de casa gostava de saber quais os produtos que vocês experimentaram nos últimos tempos e que eu também devo experimentar?

Pequeno_almoco-7679.jpg

Pequeno_almoco-7681.jpg

Pequeno_almoco-7684.jpg

Pequeno_almoco-7687.jpg 

Graziela
Qui | 19.10.17

Modern Asia by O Boticário

O_Boticario_Modern_Asia-7780.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

O mundo asiático chegou às lojas O Boticário e depois de vos ter relatado em direto as minhas primeiras impressões sobre a nova coleção da marca brasileira chegou a altura de escrever uma review sobre os produtos que trouxe comigo nesse dia.

 

Composta por um perfume, quatro batons líquidos matte, quatro batons super creamy, quatro vernizes efeito gel, um top coat repair e um quarteto de sombras, a coleção "Modern Asia" promete ser um must have para este outono/inverno.

 

Para minha casa vieram o perfume Make B, cuja a fragrância mistura notas florais, cítricas e um toque amadeirado, o que o torna este perfume um pouco mais forte (o cheiro dura o dia inteiro, até tive de reduzir face à quantidade de perfume que costumo colocar) do que os que eu costumo usar. Ainda assim, é agradável e naqueles dias em que quero sentir-me um pouco mais "tchan" é possível que use. Até lá acho que a minha mãe o vai "roubar". Eheheh

 

Além do perfume trouxe também o batom super creamy na cor "Dark Sugar", um rosa escuro já a fugir para o violeta que é sem dúvida uma novidade na minha coleção de batons. Cremoso que baste, este batom deixa os lábios super sedosos, mas com um efeito matte. Tem uma duração jeitosa, mas se forem/beber ou comer e não tiverem aplicado primer de lábios ou lápis de certeza que vão ter de retocar a vossa maquilhagem.

 

Em relação a preços: o perfume custa 29,99 euros (embalagem 70 ml) e o batom 9,99 euros. Podem encontrá-los em todas as lojas O Boticário (físicas e online) ou junto de revendedoras autorizadas.

 

Ah e se quiserem ver a coleção "Modern Asia" completa aconselho-vos a espreitar este site.

O_Boticario_Modern_Asia-7761.jpg

Perfume Make B Modern Asia

O_Boticario_Modern_Asia-7772.jpg

 Batom Super Cream

Graziela
Qua | 18.10.17

ModaLisboa Luz

Moda_Lisboa_Luz-005782.jpg

Fotos: Graziela Costa

 

Foi nos dias 6,7 e 8 de outubro que o Pavilhão Carlos Lopes (que já foi alvo de um "Ser Turista Na Minha Cidade") recebeu a última edição da ModaLisboa. Um novo espaço para aquele  que é que é considerado o maior evento de moda da capital e que já aconteceu em locais como o Pátio da Galé ou o Centro Cultural de Belém.

 

Sob o tema "Luz" a ModaLisboa apresentou coleções de designers como Luís Carvalho, Filipe Faísca, Olga Noronha, Dino Alves, Valentim Quaresma, Ricardo Preto, entre outros.

 

Graças à Matinal e à Renova eu estive lá e hoje apresento-vos as melhores fotografias deste evento. Ora vejam-me e digam-me se não gostariam de ter muitas destas peças no vosso guarda roupa?

Moda_Lisboa_Luz-005762.jpg

Kolovrat com uma maquilhagem bem floral

Moda_Lisboa_Luz-005769.jpg

Vestidos fluídos e calçado bem interessante

Moda_Lisboa_Luz-005776.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005778.jpg

Sandálias de perder a cabeça

Moda_Lisboa_Luz-005780.jpg

Muitos padrões

Moda_Lisboa_Luz-005796.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005811.jpg

Zara Bicha (vencedora do Elite Model Look Portugal)

Moda_Lisboa_Luz-005818.jpg

Jóias que eu quero muito ver uma artista como Lady Gaga usar

Moda_Lisboa_Luz-005823.jpg

Desfile de Valentim Quaresma

Moda_Lisboa_Luz-005830.jpg

Fato e Trench Coat de Ricardo Preto

Moda_Lisboa_Luz-005837.jpg

Uma coleção bem feminina

Moda_Lisboa_Luz-005851.jpg

Um estilo clássico, mas sexy

Moda_Lisboa_Luz-005858.jpg

Tudo lindo

Moda_Lisboa_Luz-005904.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005909.jpg

Aleksandar Protic a surpreender nos cortes e nos materiais

Moda_Lisboa_Luz-005910.jpg

Adorei esta coleção amarelo mostarda

Moda_Lisboa_Luz-005922.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005933.jpg

Ricardo Andrez a apresentar também uma coleção feminina

Moda_Lisboa_Luz-005940.jpg

Brilhante e confortável

Moda_Lisboa_Luz-005943.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005946.jpg

Floral e hiper feminino - Christophe Sauvat

Moda_Lisboa_Luz-005953.jpg

As malas de junco continuam a ser uma tendência

Moda_Lisboa_Luz-005959.jpg

Dino Alves

Moda_Lisboa_Luz-005970.jpg

Sempre a surpreender

Moda_Lisboa_Luz-005975.jpg

A Matinal a apresentar uma coleção bem leve

Moda_Lisboa_Luz-005760.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005783.jpg

Nui Pets no Wonder Room

Moda_Lisboa_Luz-005784.jpg

Joias lindas

Moda_Lisboa_Luz-005787.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005874.jpg

A Renova com uma instalação bem original

Moda_Lisboa_Luz-005923.jpg

Showcase de artistas/marcas portugueses

Moda_Lisboa_Luz-005927.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005928.jpg

Os cocktails que nunca faltam

Moda_Lisboa_Luz-005977.jpg

Colaborações dos designers presentes

Moda_Lisboa_Luz-005984.jpg

Olga Noronha a apresentar uma das suas melhores coleções

Moda_Lisboa_Luz-005988.jpg

Moda_Lisboa_Luz-005999.jpg

As cores de África por Nadir Tati

Moda_Lisboa_Luz-006004.jpg

Adorei este vestido!

Moda_Lisboa_Luz-006007.jpg

Moda_Lisboa_Luz-006008.jpg

A simpática Nadir Tati

Moda_Lisboa_Luz-006014.jpg

Luís Carvalho

Moda_Lisboa_Luz-006028.jpg

 Rosas, Amarelos, Azuis e Cinzas marcaram a coleção

Moda_Lisboa_Luz-006032.jpg

Uma daqueles coleções que eu gostava de ter todas as peças

Moda_Lisboa_Luz-006034.jpg

O meu vestido favorito da nova coleção

Moda_Lisboa_Luz-006042.jpg

Sem dúvida o meu desfile favorito

Moda_Lisboa_Luz-006050.jpg

A moda internacional representada pelo italiano Mustra

Moda_Lisboa_Luz-006055.jpg

Moda_Lisboa_Luz-006066.jpg

O desfile de Filipe Faísca marcado por apontamentos em cortiça

Moda_Lisboa_Luz-006071.jpg

O desfile de Filipe Faísca

Moda_Lisboa_Luz-006078.jpg

Inspirações nos loucos anos 30 e padrões tigresse

Moda_Lisboa_Luz-006085.jpg

Rainha Maria Borges!

Moda_Lisboa_Luz-006090.jpg

O melhor final de sempre!

Graziela
Seg | 16.10.17

Obrigada pai

11270231_10155486961435648_7825785042309895100_o.j

Gostava de começar a semana a escrever sobre algo feliz, mas a verdade é que o nosso país está a arder, e hoje mais que nunca lembro-me do meu pai. Lembro-me, porque não me sinto segura, isto é, falta-me o meu herói, um herói que eu perdi a 12 de dezembro de 2015 na sequência de um AVC. 

 

Ele não sofreu, porque partiu de repente, mas em mim e na minha mãe deixou um profundo vazio que nunca se apagará. Tanto que, ainda hoje me é difícil ir ao cemitério e olhar para a sua campa. A verdade, é que sinto que o meu pai não morreu foi apenas de férias, aquelas que ele nunca gozou, porque tal como eu, era um workaholic. Aliás, há quem diga (a minha mãe e restante família) que eu sou a pessoa mais parecida com o meu pai. E sim, reconheço em mim muitos dos seus traços físicos: os olhos, a cor da pele e até a falta de cor no verão (acho que só nos bronzeávamos se fossemos para uma praia com mais de cinquenta graus), mas também a sua resiliência, a sua persistência e a sua paixão pelo mundo.

 

Do meu pai herdei muitas caraterísticas psicológicas, mas também o seu inconformismo quando se sentia injustiçado, a vontade de saber mais sobre tudo o que o rodeava, o seu mau feitio quando acordava virado do avesso (levamos tudo à frente) e a sua capacidade de dar segundas oportunidades, mesmo a quem não merecia. 

 

Ríamos, discutíamos muito, mas a verdade é que dava tudo para o ter aqui comigo. Dava tudo para o poder abraçar de novo e ele me dizer que vai ficar tudo bem.

 

Infelizmente, ele não vai voltar, mas sei que ele me está a ver e cada passo que eu e a minha mãe damos o deixam orgulhoso. Assim, para quem hoje sente que perdeu tudo apenas digo: não desistam porque infelizmente o mundo não espera por vós. Têm de ser vocês a lutar por vós próprios e têm de ser vocês a reerguer-se quando parece que tudo está perdido.

 

Posto isto, obrigada pai e mãe por me terem dado as "armas" necessárias para sobreviver neste mundo louco! 

Graziela

Pág. 1/2