Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cherry Lips

Um blog sobre moda, beleza e lifestyle, onde partilho convosco tudo o que gosto e que faz parte do meu dia a dia.

Ter | 30.12.14

Receitas rápidas: Bifanas à cervejeira

_MG_5756aa.jpgFotos: Graziela Costa

 

Aqui há uns tempos, a Knorr ofereceu no seu Facebook umas amostras de Molho Cervejeira. Como tinha curiosidade em saber se este molho era mesmo parecido com os das cervejarias, decidi aventurar-me a experimentar. Hoje, mostro-vos a minha versão de Bifanas à cervejeira. Não é igual à dos restaurantes, mas estavam bastante saborosas.

 

Ingredientes

Bifanas de porco

Água

Manteiga Vaqueiro Líquida

Molho cervejeira Knorr

Sal com orégãos (Salinas Várzea das Marinhas)

Batatas Juliana (McCain)

 

Preparação

1- Frite as bifanas (previamente temperadas com sal e orégãos) em margarina.

2 - Retire as bifanas e na mesma frigideira adicione 100ml de água e um caldo de Molho Cervejeira.

3 - Deixe ferver durante 2 minutos e acrescente as bifanas.

4 - Leve as batatas ao forno durante 10 a 12 minutos.

5 - Sirva quente.

 

_MG_5775aa.jpg

_MG_5787aa.jpg

_MG_5789aa.jpg

_MG_5740a.jpg

_MG_5750aa.jpg

_MG_5807aa.jpg

mcc_bit_forno_julienne_600g_rgb.jpg

Graziela
Seg | 29.12.14

Passatempo Vida de Desempregada / Balsagro

10888271_1537614116507226_647442748_na.jpg

Lembram-se do meu guisado vegetariano? Na altura, um dos ingredientes que usei foi o alho negro da Balsagro, uma empresa da zona de Viseu que produz castanha, cogumelos, wasabi, entre outros. Como gostei tanto da experiência, achei que vocês também iam gostar e, por isso, desafiei-os para um passatempo.

 

Com o fim do ano mesmo à porta a Balsagro e o Vida de Desempregada têm para oferecer a um(a) leitor(a), um cabaz composto por uma embalagem de farinha de castanha, boletos desidratados, castanha pilada e alho negro.

 

Para se habilitarem a este cabaz, basta preencherem as entradas do formulário em baixo até ao dia 11 Janeiro de 2015 à meia noite. Atenção, todas as entradas são obrigatórias. Este passatempo só é válido para residentes em Portugal. O vencedor será apurado via random e cada pessoa só pode participar uma vez por dia.

 

Boa sorte e não se esqueçam de concorrer também ao passatempo Saboeiro

 

 

 

Graziela
Seg | 29.12.14

Fui conhecer as propostas de Inverno do Restaurante Aviz

_SAM2372a.jpgFotos: Graziela Costa

 

Quando era pequena lembro-me de ir sempre, almoçar ou jantar fora no primeiro de Janeiro. Mesmo sem muito dinheiro, os meus pais faziam questão de começar o ano com um miminho para nós próprios.

 

Há umas semanas atrás, quando me convidaram para ir conhecer as propostas de Inverno do Restaurante Aviz, lembrei-me desses momentos, pois o Aviz é um daqueles restaurantes que tem muitas histórias para contar.

 

Este restaurante já passou pelo Chiado, pelas Amoreiras, pelo Estoril e agora está integrado num dos mais emblemáticos hotéis de Lisboa e apesar da sua constante mudança, sempre primou pela tradição.  Tanto que alguns dos seus pratos se mantêm na carta há décadas, mas mais recentemente lançaram uma nova ementa com sabores e cheiros de Inverno, da responsabilidade do Chefe Claudio Pontes. Ementa essa, que vos mostro agora e quem sabe no primeiro de Janeiro não são vocês a criar a vossa própria história.

 

_MG_5415aa.jpg

_MG_5398aa.jpg

_MG_5405aa.jpg

_MG_5424aa.jpgConsommé de lavagante, ouriço e pérolas de sagu

Apesar de ter um aspecto interessante, a combinação de sabores deste consommé não me deixou fã, provavelmente as outras opções para entrada desta carta de Inverno seriam mais do meu agrado.

_MG_5431aa.jpgEspadarte rosa fumado em cerejeira, batata doce e beterraba

O prato tem um aspecto bastante apelativo e mistura uma série de sabores agridoce. Gostei principalmente das batatas doces tostadas, pois são bastante crocantes.

_MG_5439aa.jpgBacalhau em papelote com cheiros de brasa, sames e língua em feijão mungo

Este foi sem dúvida o meu prato favorito deste almoço. Primeiro porque tem uma apresentação bastante engraçada e depois porque apesar do feijão mungo ser forte combina muito bem com o bacalhau.

_MG_5442aa.jpg

_MG_5452aa.jpg

_MG_5471aa.jpgPombo bravo com Touriga nacional, cogumelos e marmelos

Este foi o único prato que eu não provei porque não suporto pombos (sejam a voar ou no prato), mas segundo as pessoas que almoçaram comigo estava muito bom.

_MG_5474aa.jpgLeitão assado, tártaro de ostras, batata brava e salicórnia

Como eu não comi o pombo o chef convidou-me a provar o leitão assado e gostei bastante, pois estava tostadinho e as batatas bravas estavam deliciosas. O toque da pimenta preta faz toda a diferença.

_MG_5478aa.jpg100% Chocolate

Nada melhor que chocolate para terminar este almoço. Uma sobremesa que mistura várias texturas e vários tipos de chocolate. Podia escrever muito sobre esta sobremesa, mas o melhor é irem provar.

_MG_5479aa.jpgPara acompanhar o café, uns bombons de cereja e marmelada de morango. Adorei a marmelada e acho que um dia vou tentar fazer em casa.

 

Graziela
Dom | 28.12.14

Caracóis perfeitos, sim eu consegui!

_MG_5850aa.jpgFoto: Graziela Costa

 

O melhor do Natal são sempre aqueles dias livres que passamos no quentinho da nossa casa, mas como eu não consigo estar parada e na minha terra não há nada para fazer decidi começar a experimentar alguns produtos que tinha para fazer review. Hoje, falo-vos de uma gama de produtos capilares para quem tem caracóis.

 

Há uns meses atrás conheci a Embelleze (um empresa brasileira de produtos capilares), pois a minha prima comprou um produto chamado Ativador Modelador de Cachos AfroHair, mas como o cabelo dela é super liso, claro que não fez caracóis (o produto é bom, mas não faz milagres) e, por isso, ela ofereceu-mo e eu gostei tanto que ainda o continuo a usar. No entanto, recentemente, fui convidada a experimentar a gama "Meus Cachos" da linha Novex e, claro que aceitei o desafio.

 

Muitas vezes ouvimos as mulheres com cabelos lisos dizerem que gostavam de ter caracóis e quem os tem dizer que quer ter o cabelo liso. Eu própria quando era adolescente odiava os meus caracóis (não estavam definidos, isto é, eram apenas volume para os lados), mas nos últimos anos tenho vindo a descobrir produtos cada vez mais especializados.

 

Normalmente nas novelas brasileiras, as actrizes aparecem sempre com os cabelos encaracolados muito bem tratados e super definidos, mas qual será o segredo delas? Eu, suspeito que será esta gama e por isso aqui fica a minha opinião:

 

ReVitay Shampoo Hidratante Meus Cachos - Um champô sem sal e sem parabenos, algo bastante bom porque não deixa o cabelo seco.

 

Novex Tratamento Condicionador Meus Cachos - Normalmente não uso condicionador, uso apenas máscara, mas gosto de utilizar este produto quando só tenho tempo para um duche rápido, pois o tempo de actuação é menor e a sua textura é mais leve.

 

Novex Creme de Tramamento Ultra Profundo - Uma máscara super hidratante, com um tempo de actuação de 10 minutos, mas que realmente faz a diferença, porque o cabelo fica com um aspecto mais saudável e brilhante.

 

Nutrire Novex Creme de Pentear Meus Cachos - Um produto essencial para quem tem caracóis. Convém ser aplicado logo depois de desembaraçar o cabelo e mesmo que não façam a gama toda, vale a pena ter em casa.

 

Note-se que, toda a linha "Meus Cachos" tem um cheiro bem frutado, pois tem extracto de mirtilo escandinavo, mas atenção o cheiro não é muito intenso, por isso não há como não gostar.

 

Outra coisa que gostei nestes produtos, foi o facto de terem prazos de validade alargados, o seu tamanho ser bastante generoso e não serem testados em animais.

 

Já agora, podem encontrar estes produtos em lojas especializadas em cuidados capilares.

Graziela
Sab | 27.12.14

Receitas rápidas: Arroz de míscaros com almôndegas de frango

_MG_3234aa.jpgFotos: Graziela Costa 

 

Adoro cogumelos! Guisados, salteados, em massa, em arroz ou mesmo com carne, sabem-me bem de todas as maneiras.

 

Em meados de Novembro, início de Dezembro, normalmente a minha mãe aparece sempre em casa com um saco de míscaros, que algum amigo dos meus pais apanhou pela serra (atenção, só comam míscaros apanhados por alguém que saiba distingui-los bem, pois existem espécies venenosas). Este ano, na quinta onde o meu primo trabalha (e que já vos mostrei aqui antes) realizou-se um encontro de míscaros e ele mandou-nos alguns para fazermos o tradicional arroz. Assim, hoje trago-vos uma receita feita por mim e pela minha mãe: Arroz de míscaros com almôndegas de frango.

 

Ingredientes

1 copo de Arroz Aromático (usei Bom Sucesso)

2 copos de água

Pimenta preta qb

Sal (usei Rui Simeão) qb

Almôndegas de frango

1 copo de vinho branco

1 colher de sobremesa de pimentão doce (usei Margão)

1 colher de café de Tabasco Red

1 colher de sopa de Polpa de Tomate temperada com cebola e alho (usei Flor das Hortas)

Azeite São Mamede

Margão Segredos Alho e Salsa qb

 

Preparação

1 - Num tacho deitam-se as almôndegas, a polpa de tomate, uma colher de sopa de azeite, o vinho branco e o pimentão. 

2 - Tempera-se com sal, pimenta preta e segredos alho e salsa.

3 - Leva-se ao lume e vai cozendo em lume brando.

4 - Vá mexendo de vez em quando e quando a carne já tiver formado um molho cremoso retire do lume.

5 - Num tacho à parte faz-se um refogado com azeite e cebola.

6 - Deitam-se dois copos de água, os míscaros (previamente limpos e partidos em pedaços) e deixa-se cozer cerca de 5 minutos.

7 - Assim que, a água começar a ferver deitam-se os temperos (sal e Margão Segredos Alho e Salsa) e um copo de arroz.

8 - Quando a água começar a ferver outra vez mexe-se o arroz e deixa-se cozer em lume brando (até este secar e ficar solto).

 

Já agora, não sei se sabiam, mas um dos passatempos que tenho a decorrer no blogue tem como prémio um cabaz de produtos Pimensor, por isso toca a concorrer aqui.

_MG_3250aa.jpg

 

_MG_3266aa.jpg

 

_MG_3268aa.jpg

_MG_5487aa.jpg

_MG_5490aa.jpg

 

 

Graziela

Pág. 1/5